Confinamento a pasto é o melhor negócio?
BLOGCorte - confinamento e semiconfinamentoCorte - PastoDestaque-blogManejo na pecuária

Confinamento a pasto é o melhor negócio?

Em primeiro lugar, você acha que confinamento a pasto é o melhor negócio?

Hoje o tema do nosso papo aqui é o confinamento e de cara a Premix já explica.

Dar ração para o boi no pasto pode ser um grande negócio, desde que algumas práticas de manejo sejam aplicadas corretamente.

Confinar ou não confinar? Como controlar os custos? Qual modelo escolher?

Essas e outras dúvidas podem tirar o sono do produtor rural.

Mas como saber o que vale a pena na hora de terminar o boi?

A resposta para saber o que é mais viável na sua propriedade é sempre a mesma: fazer conta.

Para entender a rentabilidade do negócio é importante que o pecuarista tenha o controle de todos os custos envolvidos na produção.

Os custos com mão de obra na fazenda, concentrado, insumos, instalações, combustível, entre outros.

Esses e outros componentes fazem parte dos cálculos que determinam a análise financeira do negócio.

LEIA TAMBÉM: 5 dicas para recepção do gado em confinamento

Mas antes de decidir pelo sistema de confinamento a pasto, o pecuarista deve considerar dois fatos importantes:

  1. O pasto em período de seca contribui muito pouco na composição nutricional do gado

Basicamente, ele é responsável por estimular a mastigação, a salivação e manter o PH ruminal equilibrado.

  1. No confinamento, o que engorda o boi é o concentrado

Para ter acabamento de carcaça, ganho de peso vivo e ganho de peso na carcaça é fundamental uma dieta com alto valor energético.

Ou seja, para ter um ganho real no rendimento do peso animal é preciso oferecer uma dieta rica.

O pasto, principalmente em períodos de seca, tem baixo valor proteico e energético, o que impossibilita o acúmulo de gordura no animal.

Vantagens

Na escolha do sistema de semiconfinamento, o pecuarista percebe algumas vantagens na rentabilidade da fazenda. O ideal é que ele acompanhe os cálculos e tenha os números exatos dos ganhos no período.

Veja agora algumas vantagens do sistema:

Aumento da taxa de desfrute

Ou seja, a fazenda vai abater mais animais por ano, aumentando assim a rentabilidade em arroba por hectare.

Diminuição do consumo do gado da pastagem

Na oferta de concentrado ao gado, há um alívio na pressão do pastejo, o que representa um melhor equilíbrio da oferta de pasto por animal.

Em contrapartida, o animal aumenta o consumo de matéria seca, o que significa mais ganho de peso no animal.

Aumentar o número de animais por hectare na fazenda

Se o fazendeiro oferece o concentrado para o gado, é possível colocar dentro do mesmo espaço um maior número de animais.

Isso, além de diluir os custos de oportunidade da terra, permite que o produtor tenha receita durante todo o ano.

Por fim, a gestão da fazenda deve seguir as mesmas regras de qualquer empresa.

Todo investimento deve ser calculado conforme o retorno estimado.

Faça as contas, levante os custos e preveja os ganhos. E em suma? Tenha bons negócios!

Curte o conteúdo do blog? Compartilhe com sua equipe para que ela também conheça as dicas!

Qual é a sua reação?

Animado
3
Feliz
1
Apaixonado
1
Não tenho certeza
1
Bobo
0

Você pode gostar

Mais em:BLOG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.