Leite A2A2: O que é? Saiba mais com a Premix!
BLOGCuriosidades do AgroDestaque-blogLeiteSem categoria

Leite A2A2: O que é? Saiba mais com a Premix!

Recentemente o Brasil passou a comercializar o leite A2A2, obtido de vacas.

Acima de tudo ele é chamado muitas vezes de a2a2 e é um tipo de leite proveniente de vacas com o genótipo a2a2.

Em outros países este leite já é comercializado com indicação de consumo para pessoas com histórico de desconforto gastrointestinal decorrente do consumo de leite de vaca.

 

Mas o que é o leite A2A2?

O leite está no grupo de alimentos de grande valor nutricional, como resultado da sua composição.

No caso dos bovinos o leite é constituído de 87% de água e 13% de sólidos.

Confira a divisão dos sólidos:

  • proteínas totais (3,3-3,5%)
  • gordura (3,5-3,8%)
  • lactose (4,9%)
  • minerais (0,7%)
  • E vitaminas

 

A proteína do leite

Já a proteína do leite, por exemplo, é dividida em duas frações:

  1. A Caseína (αs1-, αs2-, β- e κ-), que representa em média 80% da proteína do leite
  2. E as Proteínas do soro, que compõem os outros 20%.

As caseínas do leite são absorvidas de forma mais lenta e gradual, enquanto as proteínas do soro são rapidamente absorvidas e metabolizadas.

A β-caseína representa aproximadamente 30% do total de proteínas, podendo estar presente como 3 diferentes variantes de acordo com a genética do animal: β-caseína leite A1A1, leite A1A2 e leite A2A2.

O peptídeo opioide β-casomorfina-7 (BCM-7) pode ser liberado durante a digestão da β-caseína A1, no entanto sua liberação durante a digestão da β-caseína A2 é pequena à inexistente.

O leite A2A2 possui apenas a β-caseína A2, não possuindo a β-caseína A1.

 

LEIA MAIS SOBRE OS BENEFÍCIOS DO LEITE, CLIQUE AQUI!

 

Não confunda com intolerância a lactose

Segundo European Food Safety Authority, o BCM-7 é um peptídeo opioide liberado após digestão do leite e exerce atividades biológicas tais como interferir na motilidade gastrointestinal.

Em suma, reduz a frequência e a amplitude das contrações intestinais e causa o aumento das secreções gástrica e pancreática.

Nas pessoas com sensibilidade ao BCM-7, o consumo de leite causa desconforto, produção de gases e fezes mais líquidas.

Esses sintomas portanto, podem ser confundidos com a intolerância à lactose.

Como resultado o leite A2A2 pode ser consumido por pessoas que tenham sensibilidade ao peptídeo BCM-7, que é produzido durante a digestão da β-caseína A1.

Esse leite, por outro lado, não desencadeia reações inflamatórias no organismo que provoquem a má digestão ou fermentação.

Ressaltamos que o consumo de leite A1A1 ou A1A2 não implica no aparecimento de doenças.

Muito pelo contrário, o consumo de leite, por outro lado é benéfico para a saúde humana devido à sua riqueza nutricional.

 

Novas oportunidades de mercado

Devido ao aumento de estudos do leite a2a2, sua produção e o consumo abriu um novo nicho de mercado para os produtores.

Se você busca alternativas para sua produção e quer agregar mais valor ao seu produto, fale conosco.

A Premix conta com especialistas, técnicos, que digitalmente poderão te apoiar, independentemente do tamanho da sua produção.

Onde eu encontro produtos Premix?

Conversar com um especialista e tire suas dúvidas sobre a nutrição do seu rebanho!

Proporcione uma alternativa para os consumidores com a Premix!

Qual é a sua reação?

Animado
1
Feliz
2
Apaixonado
2
Não tenho certeza
0
Bobo
0

Você pode gostar

Mais em:BLOG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.