Saiba tudo sobre o manejo de pastagem no período das águas
BLOGCorte - PastoNoticias - Blog

Saiba tudo sobre o manejo de pastagem no período das águas

Sem dúvida o segredo do período das águas está no manejo de pastagem correto, um período onde as condições ambientais são extremamente favoráveis ao crescimento das plantas.

Caracterizada por chuvas estáveis, altas temperaturas e longos períodos de luz, a estação das águas no Brasil costumeiramente ocorre entre outubro e março, período esse que apresenta condições mais adequadas para criação de bovinos de corte em pastejo.

Porém, não é difícil encontrar fazendas com desempenho bem abaixo do esperado no ano. O problema usualmente é a falta de planejamento, gerenciamento e manejo da pastagem inadequado.

No período chuvoso, a alta taxa de aproveitamento da forragem pode promover o aumento da produtividade do rebanho, porém, para obter um melhor desempenho, é necessário entender como fazer o manejo da pastagem de modo a maximizar seus resultados.

A estratégia deve permitir que os animais comam forragens mais digestíveis e com maior valor nutricional aproveitando todo seu potencial, sem comprometer a recuperação e longevidade do pasto.

Fique atento nas dicas para o melhor manejo da pastagem:

  1. Em primeiro lugar, avalie a pastagem com frequência (altura e disponibilidade), para determinar a melhor sequência de pastejo ou ajustar a taxa de lotação.
  2. Monitore o desempenho animal: avalie o ganho de peso, condição física e indicadores reprodutivos, para fazer os ajustes necessários. 
  3. O manejo da pastagem será feito de acordo com o sistema adotado (contínuo ou rotativo). Observe as condições de fertilidade do solo e mantenha a pastagem dentro da altura recomendada.
  4. Controle as plantas invasoras na pastagem, elas podem prejudicar a produção e a uniformidade da pastagem.
  5. Verifique regularmente as pastagens quanto a sintomas de infestação por pragas (insetos), eles devem ser controlados.
  6. Recomenda-se manter a fertilização com base nos resultados das análises de solo anuais. O uso de nitrogênio garante um aumento no rendimento e no teor de proteína da forragem.

Erroneamente alguns produtores preferem esperar a forragem atingir maiores alturas para liberar o pastejo na área. Porém, quando a altura da planta encontra-se ultrapassada, observa-se queda no valor nutritivo do pasto e a estrutura do mesmo fica comprometida devido ao maior acúmulo de material fibroso.

O momento ideal de entrar com os animais em uma área de pastejo, é quando ocorre o máximo acúmulo de folhas verdes e não ao ter a máxima produção de massa, assim garantimos maior eficiência de colheita e melhora no consumo dos animais, refletindo certamente no ganho de peso.

manejo de pastagem adequado deve levar em consideração a taxa de lotação para controlar a estrutura do pasto e proporcionar a melhor eficiência de colheita de forragem feita pelo animal.

Portanto, o manejo do pasto vai muito além da produção de forrageira. O pecuarista que busca eficiência durante o processo de produção e utilização da forragem deve ter em mente o infográfico abaixo.

Eficiência do processo de produção e utilização da forragem

Infográfico adaptado de Hodgson, 1990

 

Junto do ajuste do crescimento, colheita e conversão, do manejo da pastagem, podemos potencializar a resposta dos animais com a utilização de suplementos nutricionais.

Conforme as plantas amadurecem e se desenvolvem, a quantidade de proteína diminui, de fibra aumenta e a digestibilidade diminui.

Certamente, a combinação de manejo da pastagem adequado com estratégias suplementares trarão melhor aproveitamento da área e mais lucros à atividade, devendo o produtor atentar-se às suplementações que melhor se adaptem à sua realidade. 

Quer saber mais sobre o manejo da pastagem e estratégias de suplementação no período das águas? Clique aqui e fale com nossos técnicos digitais!

Qual é a sua reação?

Animado
0
Feliz
0
Apaixonado
0
Não tenho certeza
0
Bobo
0

Você pode gostar

Mais em:BLOG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *