3 vantagens da criação de ovinos

Autor: Premix | Data: 07-08-2019

Tags:

No Brasil, a criação de ovinos é composta basicamente por dois nichos de mercado, o de carne e o de lã. O primeiro está localizado principalmente na Região Nordeste do país, onde há grande número de animais de raças deslanadas com produção destinada à carne e couro. Já no sul do país, as raças criadas são especialmente para atender ao mercado de lã e seus derivados.

Atualmente, a carne ovina já está presente nas gôndolas de grandes supermercados, casas de carnes e churrascarias, disputando espaço com carnes mais populares como a bovina, suína e o frango.

Mas, esse mercado ainda é muito tímido se comparado aos países europeus, por exemplo.

Além da carne, os ovinos também são conhecidos pelos produtos derivados do leite, como o queijo. Geralmente são produtos de alto valor agregado, o que pode ser um grande negócio para pequenos e médios produtores.

Outra vantagem que vale destacar na produção desses animais é a sua rusticidade. São ruminantes que têm boa adaptação em relação a alimentação.

Além disso, seu ciclo reprodutivo é relativamente rápido, o que também se torna uma vantagem para quem opta por esse tipo de criação.

Confira agora as 3 principais vantagens do rebanho de ovinos que a Premix separou para ajudar você a investir na criação desses animais!

  1. Alimentação

O fácil trato na alimentação dos ovinos é uma grande vantagem, pois são animais que comem basicamente volumoso, como pastagens.

Mas é importante sempre incluir suplementação mineral e levar em consideração o valor nutritivo do pasto.

Afinal, não é porque os animais são rústicos que vamos descuidar da nutrição. Além disso, deve haver muito cuidado com a limpeza e o manejo dos cochos e bebedouros.

ACESSE AQUI e saiba como fazer a manutenção de cochos e bebedouros na pecuária

  1. Ciclo reprodutivo

Uma das grandes vantagens na criação dos ovinos é o curto ciclo reprodutivo, pois os animais estão prontos para procriação entre 18 e 30 meses.

No entanto, é preciso cuidado com a falta de alimento que pode atrapalhar o ciclo reprodutivo, causando consequentemente, déficits na produção da propriedade e prejuízos aos produtos.

Também é importante prestar atenção ao desmame dos filhotes. Se demoram muito para desmamar, isso pode comprometer o ganho de peso desses animais e, prejudicar o desempenho das matrizes.

O ideal é que o desmame aconteça em média aos 45 dias.

  1. Demanda de mercado

Atualmente, a demanda pela carne de ovinos é bem maior do que oferta, ou seja, os produtores não conseguem atender toda a procura do mercado.

Apesar da carne não ser tão consumida como a carne bovina e suína, ela vem ganhando espaço na mesa dos brasileiros, proporcionando ao consumidor conhecer diversos cortes que fogem dos tradicionais, principalmente em grandes centros como São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

CONHEÇA: Os 5 cortes mais comuns no churrasco

Dessa forma, a demanda que já está em alta deve continuar crescendo!

Gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre a atividade agropecuária? Continue navegando pelo site da Premix.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of

Posts Relacionados

Mula ou cavalo? Como escolher o melhor animal para a lida com o gado

Desfrute da pecuária de corte: entenda na prática!

Como fazer o melhoramento genético do rebanho

Acordo entre Mercosul e UE: o que esperar para a pecuária?