Produtor de leite: Veja a importância de oferecer a alimentação sólida à bezerra antes da desmama
BLOGLeiteNoticias - Blog

Produtor de leite: Veja a importância de oferecer a alimentação sólida à bezerra antes da desmama

Alimentação sólida à bezerra antes da desmama

  • Posso oferecer a mesma ração das matrizes? 
  • Quando começar a oferecer o alimento sólido? 
  • Como incluir a dieta sólida sem prejudicar o desenvolvimento do animal? 

 

Estas e outras questões foram abordadas na entrevista da Premix ao programa DBO na TV.

 

P. Tem um hora certa para começar a alimentação sólida para a bezerra

R. Quando o animal nasce, no seu primeiro dia, ou o mais rápido possível, ele irá receber o colostro.

E, como todo mamífero, ele terá no leite o alimento que irá acompanhá-lo até determinada fase da sua vida. 

A introdução do alimento sólido seria o ideal já nos primeiros dias de vida – a partir do 5° dia em diante -, para que o animal já possa ir se acostumando com aquele tipo de alimento e que ele possa aproveitar isso em uma fase posterior também. 

 

P. Por que a alimentação sólida é tão importante para o desenvolvimento da bezerra? 

R. O leite já é um alimento completo, no entanto, quando domesticamos os animais, colocamos uma exigência maior no desenvolvimento dos animais, no de ganho de peso, etc.

Para isso, foi necessário adotar algumas práticas zootécnicas e melhoramento genético além da suplementação na dieta, com a chamada ração concentrada.

Ou seja, os sólidos na dieta, complementando com o líquido que seria o leite e a água. 

 

P. Qual o tipo de alimentação sólida o pecuarista vai adotar para as bezerras?

R. Com a famosa ração inicial ou concentrado inicial.

E, o que seriam os componentes de uma ração inicial? O milho, como uma fonte energética, o farelo de soja, como uma fonte proteica, os minerais e as vitaminas que irão compor esta ração. 

 

P. O que acontece no organismo da bezerra quando ela começa a receber este tipo de ração? 

R. A importância dela receber um dieta sólida é que, a bezerra quando nasce ela é como um “suíno”, monogástrico.

Então ela tem o estômago ácido verdadeiro, chamado de abomaso.

No entanto, quando ela for uma futura matriz, um animal já em crescimento, a principal fonte de alimentação dela será o pasto, o capim.

Porém, o compartimento que digere este alimento, como as forragens, as fibras em si, é o rúmen.

Então quando ela nasce, o rúmen não representa nem 25% de todo o aparato digestório do animal.

Quando fornecido o alimento concentrados, as rações, este alimento sólido como o milho (em porções grosseiras, não em fubá), faz com que em contato com a parede deste estômago – do rúmen do animal -, ela possa desenvolver as papilas, que são as organelas, que irão absorver os produtos de fermentação da forragem, que lá na frente será a principal fonte de energia dela. O capim, a silagem e tudo mais. 

Além do desenvolvimento das papilas, conforme você aumenta a ingestão de forragem em uma determinada fase, pós desmama, haverá o aumento de tamanho deste compartimento, melhorando a capacidade digestiva desta futura vaca. 

 

P. Posso dar o mesmo concentrado da vaca adulta para a bezerra?

R. Não é o recomendado. A exigência da bezerra é diferente da vaca adulta, então os componentes que constituem a ração inicial dela, pode ser diferente da vaca adulta.

Então, utilizar a ração da vaca para a bezerra para facilitar o manejo não é uma prática tão recomendável, você poderá até prejudicar o desenvolvimento desta futura matriz produtora de leite. 

 

P. Que cuidados os pecuaristas devem ter em relação ao teor de fibras desta ração sólida que será servido para a bezerra?

R. Esta ração, em geral, terá entre 15% a 24% de FDN, que a unidade nutricional que chamamos de fibra para os ruminantes.

O importante em ter um teor de fibra adequado nesta ração, é que, um dos componentes da rações que fornecem energia para a bezerra nesta fase é o milho.

No entanto, o nutriente do milho que fornece esta energia é o amido.

Ele em excesso, ou por manejo errado, ou estresse do animal que faça ele ingerir demais este amido, poderá levar a uma acidose neste animal. 

Com uma acidose, aquele desenvolvimento das papilas que nós discutimos anteriormente, pode ser prejudicado, formando uma paraqueratose.

Então, a sugestão é fazer uma substituição de parte deste amido, por teores de fibras e alimentos fibrosos também. 

 

P. Quando e como o pecuarista pode substituir o milho e por quais produtos?   

R. Por critério nutricional é quando o milho está muito caro. Ele vai competir com outras espécies animais também.

Então o pecuarista pode substituir por polpa cítrica, casquinha de soja, onde parte deste amido será substituído pela fibra solúvel, que é a fibra de boa digestão e que vai ajudar a desenvolver ainda mais o rúmen desta bezerra. 

 

P. Como o pecuarista vai equilibrar a oferta do leite com a alimentação sólida? 

R. Quando há o oferecimento da dieta líquida e a bezerra está apartada da mãe e de outros animais, o produtor poderá mensurar a quantidade ofertada. 

Então o primeiro passo é se perguntar: Será que estou fornecendo o que minha bezerra necessita de leite? Por exemplo, estou fornecendo de 6 a 8 litros?

Há uma correlação em termo de porcentagem de peso, dependendo da espécie e do tamanho do animal, porém para ficar um pouco mais prático, fica entre 6 a 8 litros. 

Junto a isso, é preciso começar a fornecer também o concentrado e, de forma prática e bem didática, como saber se a mistura desta dieta está bem adequada?

Olhando o escore de fezes. Verificando se não está tendo diarreia dos animais ou se as fezes não estão muito secas. 

Ai sim, é possível ter um parâmetro de quantidade que está sendo ofertada, e se está trazendo também um bom desempenho animal. Lembrando que é importante a pesagem dos animais

Sem pesar, nós temos uma dificuldade imensa em coletar dados de desempenho animal nas propriedades, então hoje, existem as fitas zootécnicas que dispensam a necessidade da aquisição de uma balança eletrônica. 

É recomendado que se pese esses animais pelo menos uma vez ao mês. Dessa forma, você terá um resultado bacana, com acompanhamento nutricional, desempenho e ganho de peso desses animais, coerente com a nutrição que está sendo fornecida. 

 

Continue acompanhando o Blog Premix, e se tiver dúvidas é chamar um de nossos técnicos digitais.

Qual é a sua reação?

Animado
1
Feliz
2
Apaixonado
0
Não tenho certeza
1
Bobo
0

Você pode gostar

Mais em:BLOG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.