Esterco bovino para adubação
BLOGCuriosidades do AgroDestaque-blogManejo na pecuária

Esterco bovino para adubação

Adubação orgânica feita com esterco bovino é uma prática milenar, porém ficou menos evidente com a chegada da adubação mineral.
Isso no século 19, já nas últimas décadas, ela voltou a ganhar importância.
A medida que a população presta cada vez mais atenção ao meio ambiente e a alimentação saudável.
Além disso, existe uma preocupação em dar destino adequado para grandes quantidades produzidas em alguns países. 
A incorporação de restos vegetais ao solo também tem longa tradição na agricultura.
Dentre os materiais orgânicos, o esterco é um dos mais comuns, independente da região do Brasil. 
Benefícios para a lavoura com esterco de adubo:

  • Reduz o processo de erosão
  • Fornece mais nutrientes às plantas
  • Retém mais água
  • Equilibra a temperatura do solo ao longo do dia

 

PORQUE USAR O ESTERCO BOVINO?

O uso de esterco ajuda a reduzir a perda de nitrogênio, reter fósforo no solo e melhorar a qualidade da agricultura.
Afinal é uma opção mais econômica e natural, e ainda estimula o crescimento da agricultura. 
O esterco é considerado uma boa fonte de P (fósforo), e de N (nitrogênio) e K (potássio).
Esses nutrientes, são menos retidos no processo de digestão animal, dos tecidos vegetais, e são lixiviados enquanto o esterco é curtido ao ar livre.
O esterco parece causar imobilização de nutrientes do solo no primeiro mês após sua incorporação. 
Após esse período, o valor liberado aumenta gradativamente, atingindo a quantidade máxima de três a seis meses após a incorporação. 
As taxas de recuperações aparentes, pelas plantas, das quantidades aplicadas de N, P e K são relativamente baixas, em torno de 20, 10 e 30 %, respectivamente.
 

TIPOS DE ESTERCO PARA A ADUBAÇÃO

É produzido por diferentes espécies de animais, acima de tudo:

  • Bovinos
  • Equinos
  • Suínos
  • Coelhos
  • Frangos

Existem duas maneiras de comprar: na loja de jardinagem ou diretamente no criador de animais, podendo ter auxílio de tecnologias.
É esperado que a eficiência de uso do esterco bovino, por exemplo, varie bastante, pois a composição pode ser bem diferente.
Já que isso depende diretamente da alimentação do animal, da forma como é coletado, processado e armazenado.
 

COMPOSTO ORGÂNICO À BASE DE ESTERCO BOVINO

Os compostos orgânicos são fertilizantes produzidos a partir de matéria orgânica e, portanto, além de fornecer nutrientes para as plantas, também podem melhorar as condições químicas, físicas e biológicas do solo. 
O esterco não é um bom fornecedor de nutrientes a curto prazo, porque contém baixas concentrações de nutrientes.
No entanto, notamos que aplicá-lo continuamente por vários anos, ajuda a melhorar as propriedades químicas do solo e aumentar a produtividade das culturas.
 

CURTINDO O ESTERCO

É possível de forma fácil produzi-lo na propriedade, usando resíduos vegetais e animais disponíveis no local.
Pois caso você o aplique fresco, ele pode queimar a cultura devido aos altos níveis de nitrogênio, além de conter microrganismos que podem fazer mal à sua saúde. 
Para curtir o esterco bovino, existem diversas opções como, composteira, caixotes ou valas, por exemplo.
Independentemente do local escolhido para o curtimento, é necessário intercalar uma camada de esterco e outra de resíduos orgânicos ou serragem.
O processo é mais lento, mas garante qualidade na sua produção.
 

COMO FAZER?

A Embrapa desenvolveu um folder onde apresenta uma formulação simples, com materiais facilmente encontrados em muitas propriedades da agricultura familiar.

  • Esterco bovino
  • Qualquer tipo de capim (não necessariamente triturado, mas isso facilita e agiliza o processo)
  • Folhas de bananeira

 

VOCÊ PODE ACESSAR O FOLDER E SABER MAIS COMO FAZER CLICANDO AQUI!

 
Como resultado, temos acesso a um composto orgânico rico em nutrientes e que pode ser utilizado para várias culturas.
Após 90 dias, o composto estará pronto para uso, terá cor escura, cheiro de terra mofada e estará em temperatura ambiente.
A aplicação do adubo orgânico pode ser feita a lanço, distribuída em toda a área antes do encanteiramento.
As doses de utilização vão depender da exigência e da fertilidade de cada solo.
 

DOSES CORRETA DE ADUBAÇÃO COM ESTERCO BOVINO

O cálculo para saber a dosagens de adubos orgânicos adequada para o plantio deve ser feita levando em conta:

  • Análise do solo
  • Composição química do adubo
  • Exigência da cultura
  • Tamanho da produção

O esterco bovino é necessário certamente em maior quantidade quando comparado a exigência do de galinha.
Por exemplo, ao usar o de vaca será necessário aplicar em torno de 30 toneladas por hectare, já o de galinha 10 toneladas.
 

PROCURE AJUDA!

É válido ressaltar que em sistemas de produção orgânica, fazer adubações na mesma quantidade e frequência dos sistemas tradicionais pode não trazer os resultados esperados.
Isso ocorre porque algumas fontes orgânicas liberam nutrientes lentamente para as plantas e estes são ligados a moléculas complexas, dependendo diretamente de processos bioquímicos para se tornarem disponíveis.
Por isso é importante que seja feito um acompanhamento com um profissional caso precise de resultados fora da curva com o esterco bovino!
 
Ficou interessado e quer saber mais sobre adubação? Então não deixe de acompanhar os conteúdos do agronegócio do Blog Premix.

Qual é a sua reação?

Animado
5
Feliz
0
Apaixonado
0
Não tenho certeza
0
Bobo
0

Você pode gostar

Mais em:BLOG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *